Nada aqui.
← Home

KISS. Encrenca com Lauro Trevisan que, sob pressão, vai retirar trecho do livro que escreveu sobre a tragédia

Bastante criticado (mas também elogiado, é bom ressalvar) nas redes sociais, o padre e escritor Lauro Trevisan, conforme nota que divulgou na sua página no feicebuqui, vai retirar pelo menos dois pequenos trechos do livro que escreveu sobre a tragédia de 27 de janeiro: “Kiss: uma porta para o céu”.

A pressão maior, porém, e muito mais efetiva, porque poderia levar a consequências jurídicas de final imprevisível e prejuízo econômico óbvio, veio da Associação dos Familiares das Vítimas. A inconformidade maior foi em relação a uma parte em que o autor sugere a possibilidade de haver vítimas vivas dentro de um caminhã frigorífico. A indignação levou a uma notificação extrajudicial. Que Trevisan respondeu neste sábado, garantindo a retirada.

Para você entender o enrosco, acompanhe o material publicado pela versão online do Correio do Povo. E siga o “link”, lá embaixo, para ter acesso à nota publicada pelo escritor, onde se defende e anuncia a decisão de mudra o livro. A seguir:

Livro sobre tragédia na Kiss gera revolta em Santa Maria

padre lauroA Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM) divulgou nesta sexta-feira nota de repúdio à publicação do livro “Kiss: uma porta para o céu”, de autoria do escritor gaúcho Lauro Trevisan. O presidente da AVTSM, Adherbal Ferreira, criticou a narrativa de fatos “sem qualquer comprovação de terem ocorrido”.

“No auge da balada celestial, o Pai perguntou se alguém queria voltar. Dois ou três disseram que sim e foram encontrados vivos no caminhão frigorífico que transportava os corpos ao Ginásio de Esportes”, conta a página cinco da obra, exemplificou Ferreira.

O trecho destacado, segundo o assessor de imprensa da associação, Ogier Rosado, que perdeu um filho na tragédia, causou imensa indignação entre os familiares, levantando ainda sérias dúvidas a respeito da veracidade de qualquer passagem do livro. “Não existe qualquer registro de que algum sobrevivente foi retirado do caminhão frigorífico. Esse fato levaria a crer que a pessoa foi retirada viva da boate e transportada como morta ao Centro Desportivo Municipal”, salientou Ferreira…”

PARA LER A ÍNTEGRA, CLIQUE AQUI.

PARA CONFERIR A NOTA DE LAURO TREVISAN, CLIQUE AQUI

PARA CONFERIR MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA OBRA, CLIQUE AQUI

Compartilhe!

Publicado em Sem categoria

24 Comentários

  1. Se o padre enriqueceu foi por que compraram os livros deles. Diga-se de passagem que os livros são muito bons. Ajudam muito. Ser rico também não é pecado. É falso moralismo e ignorância dizer que riqueza é pecado ou que não condiz com os ensinamentos divinos. Deus é o ser mais rico do mundo, e nós somos seus filhos. Rico também vai para o céu. E acredito que o padre tenha lançado esse livro que fala do incêndio de Santa Maria como boas intenções. Se as pessoas parassem de fazer julgamento, este mundo seria melhor.

  2. Ligia Soares Skrebsky

    Li os comentários. A mágoa maior e o ponto alto das críticas é o Padre Lauro ter ficado rico como escritor. Quem não deseja ganhar uma loteria. O Padre é um bom administrador de sua fortuna, fruto do seu trabalho e esforço. Esse evento triste chocou a todos e ao mundo. Não quero falar na dor dos familiares que não terá prazo para terminar. Sem palavras… mas a todo o momento queríamos notícias e todas as notícias que saltou nos veículos de comunicação todos acompanhamos mesmo as recentes sobre esse terrível e trágico evento. Creio que o Padre conhecedor das leis da mente e com tantos cursos, sendo escritor, filósofo e jornalista, não escreveu esse livro para prejudicar, ofender ou magoar e muito menos a si mesmo. Não somos perfeitos. Li o livro. Embora a gente sinta tanta dor… não deixa de ser um registro, em hora, do ocorrido. Lembro da minha irmã mais velha falecida aos 29 anos, até os dias de hoje, não me conformo com o seu padecimento. Foi execrada pelos vizinhos e objeto de escândalo porque se casou grávida do noivo aos 19 anos. Trazia na face, estampada uma dor, indescritível. Foi mandada embora do colégio Santana, pelas santas freirinhas, porque esse exemplo, mau exemplo de pecado capital, não poderia ser passado para as suas santas coleguinhas. Adquiriu uma anemia crônica e não segurou uma hemorragia. Acho sim, que somos perversos em julgar. O Cristo que o diga.

  3. Já li livros do lauro trevisan e os que li posso opinar são motivadores como muitos de auto ajuda por ai, esse eu não li não posso julgar se ele é simplesmente um oportunista, os pastores que falaram que isso é obra do diabo e que os jovens que morreram estavam endemoniados são? pastores vendem livros, espiritas vendem livros as televisoes que cobriram sem parar os fatos vendem comerciais. alguém um dia iria fazer um filme ficção sobre este lamentavel fato, como tantos baseados em tragédias por aí. acho que o Lauro foi muito rapido, deveria ter sim, feito um trabalho maior de pesquisa e interação com os familiares, bem ele também como padre deveria saber que santo de casa não faz milagres, logo um global chega ai tapa a cidade e os familiares de dinheiro pelos direitos e tudo fica bem…Nada escrito pode expressar a dor que esse crime ediondo deixou nos familiares, que jesus cristo que nada escreveu mas deu sua vida como exemplo abençõe a todos e derrame a justiça e seu perdão.

  4. Onde estava o Lauro Trevisam o dia da tragédia? Nunca apareceu para dar apoio e uma palavra de conforto para os familiares e agora lança um livro para ganhar dinheiro.Até os mercenários respeitam a dor dos seus semelhantes o que ele não fez.O pior é que ele é Padre e ainda faz parte da Academia de Letras de Santa Maria.Nunca vi oportunismo maior do que esse.

  5. O padre,quando comete um pecado desta magnitude,(ambição Avareza). Para o céu não vai.
    O diabo, apesar de tudo, tem seus argumentos.
    Aqui, tambem não tem lugar.
    O acontecimento, ainda esta muito presente..
    Com repeito às familias, amigos..

  6. 1º o Alcaide da cidade, que nada sabia, nada viu,agora o “escritor” L. Trevisan, vem com estas…
    Santa Maria, continua descendo à ladeira..
    Sem contar com as não-atitudes, do legislativo..

  7. O oportunismo continua a render frutos neste cruel episodio de Santa Maria, até quando vamos ter que ver e ouvir estes senhores eleitos para agir em favor da população de forma honesta, negarem suas responsabilidades, e outros sem o menor escrúpulo e pudor aproveitar-se para lucrar ….. Realmente alguém terá que fazer algo ……..

  8. Leandro Passos Rodrigues

    Ele é tão olhudo pelo lucro que mesmo com o pedido dos familiares das vítimas ele manterá o livro no mercado. Vai mudar poucas coisas. Quando ele diz que quer ajudar e não retira um livro que está causando essa repulsa em grande parte das pessoas o ex-padre se contradiz.

  9. Schirmer tinha que aproveitar o stress com o “Padre”…periga e as manifestaçoes contra o Trevisan serao taxadas de partidarias…
    Em Sta Maria tudo pode… até escrever livro com mentiras para dar apoio…

  10. Ele pertence a Academia Santamariense de Letras?
    Qual a opinião de seus pares? Do Dr. Adede, por exemplo… sobre este tipo de “literatura”?

  11. Me perguntei mtas vezes,como familiar de uma vítima,porque recebia pelo face apenas mensagens espiritas..e aí para tapar minha boca o Pe.Lauro,lança um livro..quando pensava em mensagem de apoio jamais pude imaginar que um padre teria a cara de pau(desculpem o termo)mas não me ocorre outro que não seja chulo para denominá-lo…padre e oportunista que está se aproveitando da dor alheia em beneficio proprio..para amenizar poderia ao menos destinar os lucros a alguma entidade,talvez à própria associação.Pelo q lembro padre fazia votos de pobreza ou isto mudou ou tem algo errado aí.É muito triste ver isto…ouvi falar q as vitimas tiveram seus objetos furtados ….e pergunto qual a diferença entre quem pegou uma carteira ou celular e o padre que rapidamente produz uma obra para aproveitar-se da publicidade momentanea provocada pela tragedia?Para mim nenhuma ou se tem alguma diferença pesa contra o padre que pela sua cultura e religião deveria ter consciencia do seu erro.É muito triste ainda mais no momento em que o papa Francisco prega a humildade.Basta fazer a conta de dois mil exemplares vendidos a vinte reais..e eu continuo esperando mensagens de conforto de outras religiões no face…e depois ainda vejo questionamentos do porque o espiritismo cresce tanto….palavras de conforto e respostas q ajudam a aceitar o fato…espero q a igreja catolica se pronuncie sore o fato,afinal,o padre deve ser subordinado a alguem ou seria um padre independente…com a palavra seus superiores e q abram os olhos dele para o desserviço dele para com as familias.obrigado.

  12. a Asociação…das vitimas….Deveria propor ‘antecipação de receitas, sobre á venda dos “”LIVROS””?? deste senhor..Padre? não padre?
    Cidadão, com seus direitos e responsabilidades, sobre o falar, o dizer.e proprietario de Grafica..

  13. Eu acho que a POLICIA deveria investigar a afirmação do “Padre”, e quem foi o responsável de retirar e transportar os falecidos DEVERIA exigir retratação.
    Seu livros são um constante requente das mesmas idéias de sempre. Um OPORTUNISTA finalmente desmascarado. Seu livro deve ser retirado do mercado.
    Lamentável, o Papa Francisco deveria ficar sabendo o que este senhor, que se diz Padre, fez.
    Vergonhoso. Muito desrespeito aos familiares e vìtimas.

  14. Já diz um velho ditado…” Enquanto muitos choram , alguns vendem lenços.”
    Ou seja, Lauro Trevisan perdeu a melhor oportunidade de ganhar dinheiro de sua vida, que é a de NÃO querer ganhar dinheiro com a tragédia…
    “Padre ” Lauro, saiba que nós não somos tão tupiniquins assim como você pensa…

  15. Não é .. ..Padre, mas mora na Casa dos Padres, no Patronato!!

  16. Além de endossar os sete comentários anteriores, pergunto: esse sujeito, apoiador de primeira hora da ditadura civil-militar de 64, ainda é padre? Alguns dizem que não, que seria tão somente um oportunista que vende literatura de baixa qualidade a um público crente e idiotizado.
    Na sua resposta ao questionamento feito ao livro ele diz que suas afirmações são apenas alegorias, ou seja, um outro nome para mentiras destinadas a enganar os incautos.
    Certa vez, uma pessoa de outro estado perguntou-me sobre o motivo pelo qual o “padre” Lauro ser tão admirado alhures e não ser reconhecido em Santa Maria. Respondi de improviso: é que nós o conhecemos melhor.

  17. Lauro Trevisan NÃO é padre!!!

  18. Literatura barata e de péssimo gosto é o que esse senhor produz.

  19. Lauro Trevisan perdeu a oportunidade de realmente atuar como PADRE LAURO TREVISAN. A ambição falou mais alto, aliás como sempre !!!!

  20. Lauro Trevisan prova que é possível enriquecer utilizando “literatura de auto-ajuda”. Ele, por exemplo, enriqueceu.

  21. Depois desta tragedia tem muita gente se fazendo de vitima,santa maria desse jeito vai virar um bando de idiotas, menos né… tudo é motivo…..tenho mais o que fazer…dá licença.Ahhhhhhhhh e quem não tiver pecado que atire a primeira pedra.

  22. Olha me espanta alguem que elogie esse sujeito uqe na minha humilde opinião é um oportunista, e enganador. Não conheço e nem quero gente assim prefiro manter distância. Infeliz idéia de fazer isso, por mim nem precisava lançar o melhor mesmo é retirar o livro de circulação.

  23. sempre,em tds os acontecimento tem os oportunista, sera que este padreestava no local no dia da tragedia? ele ajudou a transportar as vitimas? será que tava na hora de lancar livro sob a tragedia?

  24. Os familiares das vitimas foram vitimados mais uma vez.Não mereciam isso. O escritor-digamos assim – Lauro Trevisan queimou seu filme e nem precisava disso. Como religioso, poderia encontrar muitas formas de compartilhar a dor, aproximar-se das famílias e verbalizar seu apoio cristão, com atitudes e afagos gratuitos. Conselhos,solidariedade e amor não combinam com prateleiras de livrarias e nem poderiam ser cobrados. Enfim …

Faça seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: